Notícias

Scania: quase três bilhões de quilômetros conectados por mês
Publicado em 28 de março de 2019

Número de caminhões conectados da marca pelo mundo cresce a cada dia. No Brasil, já são 13 mil e, no mundo, o universo é de 360 mil. Tecnologia ajuda frotistas e caminhoneiros a agendar manutenções e tirar o máximo da máquina.

 

A Scania está montando um gigantesco banco de dados sobre o transporte rodoviário de cargas e passageiros no mundo. Por meio de seus serviços conectados, a marca já acumula 360 mil veículos online rodando por aí, que geram, pasme, dados fieis de quase três bilhões de quilômetros rodados a cada mês.

Lançados há dois anos, os serviços conectados da Scania, que consistem em um módulo comunicador que envia para um servidor dados sobre a performance e o comportamento do veículo, já conquistaram um grande número de contratos de manutenção: 70 mil em todo o planeta.

"A conectividade é inestimável em pesquisa e desenvolvimento. O volume de dados operacionais dos veículos rodoviários da Scania é dobrado a cada 20 meses. Os engenheiros se beneficiam de todas essas informações ao projetar novos recursos ou melhorar as funções. Eles podem se aprofundar em todos os dados anteriores para determinar, por exemplo, o desgaste dos componentes e a durabilidade como ponto de partida para um projeto ideal”, afirma Claes Erixon, vice-presidente executivo e chefe de pesquisa e desenvolvimento da Scania.

Serviço inteligente

E os dados em tempo real dos veículos conectados também estão ampliando a gama de serviços que a Scania pode oferecer aos seus clientes. A conectividade é a base do Scania Fleet Management, com suas informações sobre modo de direção, produtividade e economia, o que pode melhorar o desempenho do veículo e aumentar a segurança. Isso é vital para a economia operacional, a segurança nas estradas e o impacto ambiental, e permite que a Scania também forneça treinamento de motorista e treinamento pessoal, bem como sistemas com foco no motorista.

“Este é um dos vários sinais de que a conectividade está transformando o transporte pesado”, afirma Karin Rådström, vice-presidente executiva e chefe de vendas e marketing da Scania.

No final de 2018, havia mais de 360 mil caminhões e ônibus Scania conectados na estrada. Cerca de 90% da frota de veículos comerciais na Europa está conectada. Outras partes do mundo estão seguindo o mesmo caminho.

Os dados operacionais de cada caminhão são monitorados pela fábrica, o que lhe permite decidir sobre as necessidades de manutenção. Assim, por exemplo, as mudanças de óleo e filtro podem ser feitas no melhor momento possível, o que reduz a quantidade de tempo na oficina, melhorando tempo de parada, rendendo em economia para o cliente e tornando à logística de movimentação de peças mais sustentável.

Andrea Ramos
Editora-executiva da Agência Transporta Brasil
andrearamos@transportabrasil.com.br